Inicial > Artigos, Outros > Apesar de você…

Apesar de você…

Apesar de você

Era quase manhã, de mais um dia ensolarado e quente que, como sempre, não pedia permissão para chegar. Chegava como tantas outras vezes, de mansinho, com infinitos raios, batendo na vidraça da varanda, se espremendo por entre as frestas do blackout da cortina da janela.  Mas, ainda não era hora de acordar. Longe disso, era hora de virar para o lado, fechar os olhos e voltar a dormir. Quem disso que isso seria tão fácil assim. Lá estava o criado mudo, com o relógio digital sobre ele, assinalando em números bem grandes, iluminados, a hora 5:05. De imediato esses números adentraram meus olhos semiabertos e meu cérebro, quase adormecido, viu ali um inexplicável SOS. Nenhuma razão aparente havia para tal associação, pois apenas as preocupações corriqueiras e normais da vida me faziam companhia quando fui para a cama. Além disso, inexplicavelmente e do nada,  ecoava, insistentemente, em minha mente o antigo e famoso refrão daquela música do Chico Buarque: “Apesar de você / Amanhã há de ser / Outro dia”.  Que coisa estranha! Por que essa música, do tempo da ditadura militar em nossa pátria, perturbava agora o meu sono? Já fazia tanto tempo que a tinha ouvido pela última vez ou pensado no assunto; por que isso agora? Como não dava pra explicar, o melhor mesmo era tirar proveito da junção das duas coisas e refletir, mais tarde e bem acordado, sobre algo como “SOS humanidade”; ou, mais especificamente, “SOS povo brasileiro”.

“Apesar de você”…..

Você quem? Ou, você o que? Esse “você” da composição era muito real, era uma referência à ditadura. Mas, também pode significar um ser vivo ou uma coisa, uma situação; ou vários seres ou coisas e várias situações que, agindo sem pedir licença, transformam felicidade em tormento, alegria em dor, tranquilidade em complicação, enfim, vida em sofrimento. Por exemplo e desabafando….:

Apesar de você, democracia, que era cantada e exaltada como luz a irromper desalojando a escuridão da ditadura militar, nossas vidas continuam reféns dos mandos e desmandos dos poderes, das instituições e das situações cotidianas…. Amanhã há de ser outro dia.

Apesar de você, governo ou administrador público, irresponsável, incompetente ou corrupto, que não se satisfaz, em sua voracidade, com poucos impostos, enquanto nem de longe devolve à sociedade a contrapartida de serviços dignos de um cidadão…. Amanhã…

Apesar de você, político corrupto, que só está interessado em aumentar sua conta bancária, em vez de produzir resultados que efetivamente melhorem o dia a dia da população…. Amanhã…

Apesar de você, juiz ou desembargador corrupto, que ultraja a justiça, quando permite que o suborno dos poderosos, solapem o legítimo direito dos mais fracos….. Amanhã…

Apesar de você, policial irresponsável ou corrupto, que desampara ou achaca o cidadão, enquanto corre atrás apenas dos seus próprios interesses…. Amanhã…

Apesar de você, fiscal corrupto, que permite que impostos sejam sonegados, prejudicando o investimento no atendimento das nossas crianças e do nosso povo, porque o que lhe interessa mesmo é o seu conforto e bem-estar pessoal…. Amanhã…

Apesar de você, agente da vigilância sanitária irresponsável e corrupto, que permite que bens e alimentos que prejudicam a saúde da nossa gente estejam em circulação, e que serviços sejam prestados de forma precária, porque o que mais lhe importa é o enriquecimento ilícito….. Amanhã…

Apesar de você, burocracia infernal, que faz com que os inventários pareçam não ter fim e os processos se arrastem indefinidamente na justiça ou nos órgãos públicos, prolongando a agonia do cidadão…. Amanhã…

Apesar de você, empresário sem escrúpulos, que explora muitos trabalhadores, arruína nosso meio ambiente e ameaça nossa sobrevivência…. Amanhã…

Apesar de você, trabalhador negligente, que faz com que paguemos mais pelos produtos e serviços que consumimos, e faz com que a qualidade fique a desejar…. Amanhã…

Apesar de você, SAC*[1] desqualificado, que produz irritação, fazendo com que o que foi comprado para produzir satisfação, seja motivo de perturbação e estresse…. Amanhã…

Apesar de você, Plano de Saúde ineficiente, que faz com que nossas consultas médicas, exames laboratoriais e internações sejam adiados, nossa enfermidade prolongada e nossa qualidade de vida prejudicada…. Amanhã…

Apesar de você,  máquina pública emperrada, que não investe o suficiente na expansão de leitos hospitalares, principalmente em CTI, nem em salas de aula e em profissionais de saúde e de educação; entretanto, disponibiliza tantos recursos para os aparelhos esportivos da cidade por conta de uma Copa e Olimpíadas…. Amanhã…

Apesar de você, cemitério mal administrado, que permite que a população já esteja ameaçada de não encontrar vagas para sepultar os seus mortos…. Amanhã…

Apesar de você, líder cristão espertalhão, que engana gente simples com a estratégia do “é dando que se recebe”; que pratica política eclesiástica para conquistar seus objetivos e fazer prevalecer sua vontade e, depois diz à igreja que foi obra do Espírito Santo…. Amanhã…

Apesar de você, motorista irresponsável, que faz com que vidas sejam ceifadas ou quase inutilizadas por causa da sua embriaguez ou atos inconsequentes, que fecha cruzamentos com sua falta de educação e agrava os congestionamentos etc etc…. Amanhã…

Apesar de você, síndico corrupto ou autoritário, que se utiliza do expediente de obras superfaturadas que oneram nossas taxas condominiais, que inventa obras bizarras que tiram nossa paz, que trata com descaso a convenção condominial, afrontando nosso direito, o que é agravado quando se tem que conviver com condôminos omissos que somente se mexem quando o leite já foi derramado…. Amanhã…

Apesar de você, vizinho incômodo, que tem vocação para fazer barulho, provocar irritação e criar problema…. Amanhã…

Apesar de você, parente complicado, que fala mal do seu parente, tira proveito de situações, mas, na hora do aperto vai buscar a ajuda deste…. Amanhã…

Apesar de você, cônjuge infiel ou irresponsável, que desrespeita a aliança matrimonial, arruinando sua família, ou que se dedica a qualquer coisa, menos à sua família…. Amanhã…

Apesar de você, falso amigo, que quer tirar proveito dessa relação, mas só Deus sabe o que você faz pelas suas costas…. Amanhã…

Apesar de você, ser insensível e hipócrita, capaz de fazer muito pelos animais e não mover uma só palha para ajudar os necessitados humanos…. Amanhã…

Apesar de você, covarde, incrédulo, abominável, assassino, ladrão, impuro, feiticeiro, idólatra, mentiroso, etc etc, que desagrada a Deus e torna a vida humana tão mais difícil e frágil…. Amanhã…

Apesar de você, “cada um de nós”, imperfeito e incapaz de viver uma vida permanentemente irrepreensível diante de Deus e dos homens…. Amanhã…

Finalmente, APESAR DE VOCÊ, isto é, de todos esses seres e situações acima mencionados e de tantos outros que você teria para adicionar a esta lista, AMANHÃ HÁ DE SER OUTRO DIA!

Sim, será outro dia! Mas, que dia será esse? Certamente com mais tecnologia, porém com os mesmos ou outros problemas que tornam a vida tão sofrida. É sempre bom e necessário cultivar a esperança de dias melhores. Desde há muitos séculos passados, pensadores, filósofos, sociólogos, religiosos etc discutem e buscam encontrar a fórmula de uma sociedade justa, perfeita e feliz. Porém, humanamente isso é impossível, por uma simples razão. O vírus do PECADO se instalou na raça humana bem no início de sua trajetória. Pra esse vírus só há um antivírus, a obra de redenção realizada por Jesus Cristo na cruz do Calvário. Regenerado ou gerado de novo e habitado pelo Espírito Santo o ser humano tem a oportunidade de um novo começo; a criatura é feita filho de Deus. Entretanto, apesar das condições tão favoráveis proporcionadas pela nova vida em Cristo, continuamos reféns da natureza humana e do pecado que tão tenazmente nos assedia.

Assim, todos os remidos do Senhor Jesus, aguardam por outro dia, um dia realmente especial e diferenciado, quando Jesus Cristo voltará a este mundo para arrebatar a sua igreja, ressuscitando os salvos de entre os mortos e transformando o corpo dos vivos num corpo glorioso, igual ao do Jesus ressurreto. Este, sim, é o dia que tanto aguardamos! E, tudo isso, apesar de nós, porque é pela graça, o favor imerecido de Deus.

Nesse dia sim a poesia de Chico Buarque fará algum sentido:

Apesar de você
Amanhã há de ser
Outro dia
Você vai ter que ver
A manhã renascer
E esbanjar poesia
Como vai se explicar
Vendo o céu clarear
De repente, impunemente
Como vai abafar
Nosso coro a cantar
Na sua frente

“Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora. Amém! Vem, Senhor Jesus!  A graça do Senhor Jesus seja com todos.” (Ap 22.20-21)


[1] SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: